Escultura Passarinho no Galho
  • Produto

  • Comentários

Escultura Passarinho no Galho

Em Estoque

R$ 187,00

Escultura de parede em arame Passarinho no Galho por Ana Moraes.

Escultura feita por fios de arames reaproveitados da indústria metalúrgica, madeira, sucata de latas e detalhes com miçangas e linhas.

Dimensões aproximadas: 40cm C x 0,5cm L x 17cm A

ATENÇÃO: Cada obra é esculpida manualmente, podendo ter pequenas variações de acabamentos e efeitos sobre cada peça em relação às fotos.

 

 

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem:



Ana Moraes

Estudante de Arquitetura e Urbanismo, Ana Moraes sempre se preocupou com o “lixo” que a população produzia. Ainda na faculdade, desenvolvia produtos que transformavam esses resíduos em objetos de arte. A idéia das esculturas de arame e sucata surgiu em 2003, de lá para cá pesquisando e se inspirando em artistas como o escultor norte-americano Alexander Calder, as bandeirinhas do brasileiro Alfredo Volpi e as construções coloridas do arquiteto austríaco Friedensreich Hunderwasser, foram surgindo esculturas delicadas e cheias de poesia. Hoje suas peças são vendidas em lojas de design e decoração além de peças exclusivas, feitas sob encomenda.

Os restos descartados por indústrias metalúrgicas – tais como fios de arame, sucatas de lata com erro de impressão, sobras e retalhos de flandres e molas de aço - e latas de produtos consumidos por parentes e amigos (que gentilmente cedem esse material) constituem a matéria-prima desse trabalho, que conta ainda com restos têxteis, reutilização de embalagens (papel de bala, biscoito e etc.) além dos aviamentos (lantejoulas, botões e miçangas) encontrados algumas vezes no chão das lojas do centro da Cidade.

Sempre se preocupando em mostrar as possibilidades da reutilização de qualquer tipo de material descartado, criando e transformando lixo em objetos de qualidade, a artista Ana Moraes prova que podemos ser criativos, dando algumas pistas do que podemos fazer com os resíduos no contexto atual. Assim, acredita que podemos ao mesmo tempo, ajudar no desenvolvimento sustentável e respeitar nosso planeta.